Tijolo ou blocos: como escolher a melhor opção para sua obra

Se você construiu algo nos últimos tempos, já deve ter reparado na variedade de tijolos que existem. Dos mais tradicionais, como o tijolo maciço ou de seis furos, até os blocos de construção. Com tanta variedade no mercado, a pergunta que fica é: qual a diferença entre eles? Para tentar entender mais essa diversidade e saber qual melhor escolher, vamos avaliar dois quesitos, os tijolos estruturais ou de vedação.

Tijolo comum

É o mais utilizado, garante ótima proteção térmica e acústica para a construção, porém, é necessário uma grande quantidade de tijolos para construir 1M², o que pode encarecer a obra, visto que vai ser necessário usar mais argamassa, cimento e mão de obra.

Tijolo Baiano 

É o mais barato encontrado no mercado, por ser mais fino não suporta grandes cargas estruturais. Possuí altos índices de quebra durante o transporte a manuseio, por isso é necessário comprar 30% a mais.

Bloco de Concreto 

Segundo especialistas, é o mais vantajoso de se trabalhar, gerando uma economia de até 30% no final da obra, visto que seu tamanho gera menos mão de obra, não é necessário recortar a parede para instalação de tubulações e seu desperdício é mínimo.

Após eleger qual opção melhor para a sua obra, você pode passar para o próximo passo – escolher o acabamento final. Nas paredes o detalhe final pode ficar por conta do revestimento cimentício da Senhor das Pedras. Ao todo, são nove Linhas que garantem qualidade e diversidade em tamanhos, cores e estilos.

 

Com qual roupa: a arquitetura e seus estilos de construção

Para quem gosta de viajar pelo interior, mesmo que não faça isso com frequência, sabe muito bem o quão gratificante é ver uma casa construída no início do século passado. A arquitetura simbólica, com traços retos e ricos em detalhes, reflete um tempo em que as coisas eram feitas em sua maioria, de forma manual. Mas, como saber qual estilo arquitetônico a construção segue? Simples, definindo três aspectos: as características formais, técnicas e materiais utilizados.

Podemos dividir a arquitetura em três grupos diferentes Clássica, Moderna e Pós-moderna, cada uma feita de forma diferente e divididas da seguinte forma:

Clássica:

Arquitetura utilizada por Gregos e Romanos, com grande rigor de dimensões, estabelecendo proporções matematicamente precisas. Também são consideradas clássicas, as construções de castelos e igrejas góticas, feitas na idade média.

Moderna:

A arquitetura moderna é a que nós vemos com mais frequência. Seu início foi no final do século XIX, junto com a Revolução Industrial. Graças a esse avanço, materiais como o aço e o concreto armado começaram a ser usado nas construções, dando aos arquitetos possibilidades inéditas de criação.

Pós-moderna:

Com a psicodelia de 1960, surgiu o a arquitetura pós-moderna, que impacta pelo visual, não levando em conta a das construções.

Qual destes estilos você mais se identificou? Clássica, moderna ou pós-moderna?

Indiferente do tipo de arquitetura, a Senhor das Pedras trabalha com algumas linhas que lembram e ajudam a dar forma a alguns estilos dos quais mostramos.

A Linha Etrusco, por exemplo, combina muito com o visual antigo das construções romanas, isso porque as peças possuem veios ressaltados, que combinado com a superfície irregular remetem aos antigos mármores trabalhados pelo tempo.

IMG_0625

Já a Linha Rústica, por ser produzida em formato grande e com muita suavidade, reflete muito as construções modernas.

01042010477

Mas, se você gosta de coisas ousadas, a peça que falta para sua casa estilo pós-moderna é da Linha Mare, com muitas curvas, as peças imitam as ondas do mar.

cropped-9.png

Com a chegada do inverno, saiba como proteger o seu lar do frio intenso

O inverno chegou! E com a nova estação, é comum que as temperaturas fiquem próximo ao 0º ou até negativas em algumas regiões. Sair na rua sempre é um desafio e quando chegamos em casa, buscamos o melhor conforto térmico possível. Recorremos a lareiras, ar condicionado e estufas, já que precisamos ter um ambiente climatizado e um lar preparado para combater o frio extremo.

Dicas são sempre valiosas, e se nos fizerem ficar quentinhos, melhor ainda, certo?!

A primeira pode até parecer brincadeira, mas é bem útil: use cortinas para fechar as saídas de vento das janelas. Além de deixar sua casa mais bonita, elas bloqueiam o ar que passa pelas frestas naturais.

9dcf62d7c2845865c7890739947425ac

As cores também ajudam na hora de deixar o ambiente mais quente. Você pode não perceber, mas os tons quentes criam essa sensação. Então, quando for pintar a casa, opte por cores como roxo, vermelho, amarelo e laranja.  Essa tática funciona porque essas cores absorvem melhor o calor.

00a1410f06ceee44bb7f4fb3f186ec16

O piso também pode ajudar. Há quem opte por um bom tapete para combater o frio em locais  como nos quartos e salas, por exemplo. Mas atualmente há no mercado pisos especiais que garantem o conforto térmico, como é o caso da Linha Atérmica, desenvolvida pela Senhor Das Pedras. O piso é um revestimento cimentício que em suas propriedades, contém substâncias que evitam a absorção do calor, no verão e do frio, no inverno. Além disso, é possível encontrar o produto em tamanhos grandes, facilitando a obra em casa.

Untitled03

Outro item importante é a escolha das luzes também. Funciona no mesmo padrão das cores: as lâmpadas amarelas geram mais calor do que as brancas, que são consideradas frias.

Lareira, fogão a lenha e aquecedor nunca são demais. Eles garantem que todo o ambiente esquente. Mas muito cuidado ao usar – alguns aquecedores podem prejudicar a respiração e o oxigênio do ambiente. Por isso, opte por fazer uma reforma na casa e já adaptá-la para receber o inverno de bem com  a vida.

 

Contrapiso: um processo que merece cuidado

Quando começamos a construir nossa casa queremos agilidade para terminar tudo o mais rápido possível, o que demanda serviços múltiplos no canteiro de obras. Com o projeto em mãos, pensamos em quase tudo: as cores das paredes, móveis, decoração e até o estilo da maçaneta da porta do banheiro são pensados. Com tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo, devemos tirar um tempo e acompanhar as questões estruturais da casa: da fundação das vigas até o contrapiso, que tem grande importância na sua construção. Mas afinal, você sabe para que serve o contrapiso?

Em resumo, o contrapiso é responsável por diversas funções dentro do sistema construtivo, abaixo listamos as mais importantes:

Servir de suporte para o revestimento de piso e seus componentes;

Corrigir pequenos desníveis no solo;

Servir como amortecedor par as cargas atuantes durante a utilização;

Embutir tubulações elétricas e hidráulicas,

Incorporar sistemas de impermeabilização,

Complementar sistema de isolamento acústico ou térmico,

Proporcionar os caimentos necessários para os diversos tipos de uso dos ambientes.

Cada um destes itens é de grande importância para casa, afinal ninguém querer ter um desnível na sala ou no quarto. Além disso, se executado com perfeição, ele garante maior segurança na hora de colocar qualquer revestimento cimentício, diminuindo o número de quebra do piso, agilidade na colocação e evita problemas no futuro, como a criação de bolhas de ar.

59c3f87f9bf8fafd3efb1cb9f7b7e75a

Foto: Pinterest

Do mar para sua casa

Quando pensamos em viajar, um dos primeiros destinos que passa pela mente é um local com belas praias. Não importa onde moramos, o mar é quase sempre nosso destino final. Muito além de admiração, as ondas servem para nos acalmar e trazer boas recordações. Inspirado nesses sentimentos, a Senhor das Pedras desenvolveu uma linha especial, denominada Mare, que é ideal para quem não mora em cidades litorâneas e quer trazer para a casa um dos mais belos movimentos da natureza: as ondas do mar. Seu formato contínuo e orgânico cumpre com perfeição seu papel de encantar na primeira vista.

Além da beleza visual, o material é feito a base de cimento, o que garante durabilidade e fácil manutenção, diferente de revestimentos comuns ou até papel de parede. Uma dica é ousar no projeto luminotécnico junto ao material. Garante um efeito incrível:

20131209_160524 Mare 101.jpg

Pisos que imitam madeira

Madeiras expostas ao tempo podem durar por anos, porém por se tratar de um material de origem natural é comum que quando expostas ao clima (sol, chuva, frio, calor, ar seco ou úmido) sofra alterações em sua aparência como o desgaste, escurecimento de cor e apodrecimento. Além do risco de pragas como os cupins. Para evitar esses problemas é necessário seguir uma lista de coisas, como o selamento da madeira, pintura com verniz e em alguns casos se faz necessário até o uso de uma tinta com protetor solar. Mas não basta fazer esse processo uma vez, é necessário repeti-lo periodicamente. Afinal, após tanto trabalho a beleza da madeira realmente compensa?

Um exemplo da madeira com problemas com o decorrer do tempo. A da imagem foi aplicada para formar um caminho na área externa, junto da grama:

Untitled-1

 

Pensando em unir essa beleza com a praticidade e durabilidade do revestimento cimentício, a Senhor das Pedras criou a Linha Madeira, que se assemelha visualmente em tudo com o produto natural – seus veios são cópias exatas, sendo praticamente impossível saber se é real ou não. E o benefício principal é não ter a mesma manutenção do produto natural, porque é revestimento.

Untitled

 

Isso torna a linha ideal para trabalhar em áreas externas como em pisos, calçadas, caminhos no gramado, ou até mesmo paredes, com total conforto de saber que a sua obra vai durar por muito mais tempo sem trazer nenhum trabalho após o material ser aplicado. Um exemplo de caminho com a linha madeira:

02

 

Paredes:

Untitled-1

 

Rusticidade e praticidade juntas

Trazer elementos do campo para dentro de casa é uma boa alternativa para quem busca dar um ar rústico e aconchegante ao ambiente, porém trabalhar com madeira nunca é fácil. Com o tempo, as peças naturais começam a apresentar alguns problemas como a aparição de cupins, além de ser difícil para limpar.  A Linha Madeira, da Senhor das Pedras é a melhor alternativa para quem gosta da rusticidade sem deixar de lado a sofisticação.

Madeira10

 

A Linha Madeira é um revestimento cimentício, produzida de forma artesanal com a utilização de materiais a base de cimento, e itens com diferentes intensidades de cor, o que resulta em um produto muito similar a madeira natural, porém é revestimento que se adapta de forma sutil ao ambiente.

cores

Além disso, os pisos possuem texturas fiéis da natureza e podem ser utilizadas tanto em ambientes internos, como lareiras e paredes ou externas como decks de piscina.

Condomínio04

O piso ideal para combater o frio do inverno

Pois bem, alguns procedimentos podem ajudar muito nisso, como escolher uma linha de pisos especial, que garanta uma temperatura agradável para áreas internas. A linha atérmica da Senhor das Pedras é um bom exemplo: no verão, o trabalho do piso é deixar o revestimento a uma temperatura agradável e por isso, esse material não absorve o calor do sol, mesmo em temperaturas extremas. Já no inverno o efeito é contrário, proporcionando total conforto e nada de sensação de piso frio.

A linha atérmica está disponível em várias cores, o que ajuda a compor a sua decoração.

Untitled

Untitled02 Untitled03

Outra dica valiosa são as lareiras, que ajudam no aquecimento do piso, além de compor o visual de sua casa no resto do ano. As lareiras já apareceram antes aqui no nosso blog, lembra? Se não lembrar, pode conferir por aqui: http://revestimentocimenticio.com.br/?p=405.

 

Como revestir a lareira

O verão já se aproxima do fim e também e hora de pensar em como tornar a casa mais quente para receber o inverno. Além das opções tecnológicas – ar condicionado, por exemplo – uma das mais utilizadas e que ainda agrega valor visual ao ambiente é a lareira. Atualmente, há diversos tipos de lareiras no mercado e a escolha pode ser pelo preço ou estilo. Comentamos sobre lareiras aqui.

Além de escolher o tipo de lareira que mais combina com o estilo da casa, é importante pensar de que forma o entorno da mesma será revestido – no caso de lareiras de concreto ou alvenaria. Uma das opções para quem busca material com alta durabilidade e fácil manutenção é o revestimento cimentício. Como o nome já diz, ele é produzido com base no cimento, o que o torna altamente durável. Marcas como a Senhor das Pedras criaram linhas como a madeira, com peças cimentícias que tem o mesmo visual da madeira natural. O efeito é de um espaço rústico, porém sofisticado e entre os pontos positivos está o de não precisar se preocupar com os riscos do revestimento próximo ao fogo da lareira. Ainda há a possibilidade de escolher entre várias cores para combinar com o projeto.

fotos casa&cia praia 041

Cascatas na piscina

Quando começamos a pensar no projeto da piscina, uma dica importante é idealizar todos os detalhes no início da construção. Desde a escolha pelo tipo de piscina: se de fibra ou de azulejo, até os itens que irão compor o lazer. Neste projeto de Santa Catarina, desenvolvido pela Cemacon, de Santa Rosa, a escolha foi pela colocação de duas cascatas na construção da piscina. Para garantir comodidade aos moradores, foram criados bancos com revestimento atérmico – que não absorve calor e por isso não esquenta tanto quanto os demais materiais. As cascatas foram criadas através de um sistema que utiliza água da própria piscina e foram revestidas com as mesmas pastilhas da parte interna. Além de agradável e benéfico para o lazer, as cascatas formam perfeita composição no espaço da piscina.

As bordas e pisos atérmicos indicadas para este tipo de projeto são da Senhor das Pedras.

cascata